Notícias sobre: GEELY MOTORS

23º CONGRESSO FENABRAVE

COMEÇA NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA, 7

Acontece, entre os dias 7, 8 e 9 de agosto, a 23ª edição do Congresso Fenabrave e da ExpoFenabrave. Direcionados à distribuição automotiva, os eventos têm temática estruturada por setores, que contemplam todos os segmentos automotivos: automóveis e comerciais leves, motos, caminhões e ônibus, tratores e máquinas agrícolas, e implementos rodoviários. São esperados mais de 3 mil concessionários e 100 marcas expositoras.

Entre os destaques da programação, palestras do Google e Facebook, que mostram a influência das redes sociais e da internet na compra e venda de veículos; Silvio Meira, PhD em computação pela University of Kent at Canterbury (Inglaterra), apresenta a palestra magna “Inovação – redes, empreendedorismo e resultados”, sobre como usar a tecnologia pode ser estratégia no varejo; e Vicente Falconi, que levará aos participantes como construir resultados excepcionais pelo aperfeiçoamento na gestão. Em três dias de evento, são mais de 40 palestras que ajudam a desenhar o futuro da distribuição automotiva.

GEELY MOTORS FAZ NOVAS PROSPECÇÕES NO 23º CONGRESSO FENABRAVE

Ao participar na área de exposição do evento, de 7 a 9 de agosto, no Expo Center Norte, a Geely Motors do Brasil pretende estabelecer contatos com grupos empresariais, com o objetivo de divulgar seus planos para participação no mercado brasileiro.


A Geely Motors do Brasil inicia suas operações de importação e de distribuição da marca chinesa no território nacional em novembro, com a chegada do primeiro lote do sedã EC7, já montado no Uruguai, por meio da rede autorizada de, inicialmente, 15 concessionárias. Em meados de 2014, após o segundo modelo – GC2 1.0 – sair da linha de montagem, a importadora vislumbra contar com uma rede de 25 concessionárias no território brasileiro.

Iniciando sua presença no mercado brasileiro, a Geely Motors do Brasil participa do 23º Congresso Fenabrave, de 7 a 9 de agosto, no Expo Center Norte, tradicional evento do setor automotivo que também conta com uma expressiva área de exposição.

“Iniciamos o processo de nomeação de concessionárias logo no início deste ano. Neste momento, temos 15 revendas em preparação, cujos empresários brasileiros são de reconhecida competência em seus mercados regionais”, explica Ivan Fonseca e Silva, presidente da Geely Motors do Brasil. “Temos como propósito concentrar nossas nomeações de concessionários apenas entre operadores de comprovado sucesso em seus mercados, com clara vocação para o bom atendimento a clientes, detentores de altos índices de satisfação.”

A partir de novembro, o sedã EC7 virá na versão com câmbio de cinco marchas, com motor com bloco de alumínio de 1.8 litro, que gera 138 cavalos de potência. A Geely Motors do Brasil só vai disponibilizar o EC7 completo, com ar condicionado, direção hidráulica, bancos revestidos em couro, acionamentos elétricos, entre outros itens de conforto. A partir do segundo trimestre de 2014 o EC7 passará a ser também oferecido com câmbio automático CVT.

O início da comercialização do compacto GC2 1.0 litro está previsto para o começo de 2014. O modelo GC2 1.0 l traz, sob o seu capô, um motor de 68 cavalos. A Geely Motors do Brasil também trará esse modelo em sua versão mais completa, com ar, direção elétrica, trio elétrico, airbags, ABS, entre outros itens de conforto e segurança.

SOBRE A GEELY

O grupo automotivo Geely Holdings Group começou a fabricar automóveis em 1997. A Geely é proprietária da Volvo Cars, da Suécia, da Manganese Brown, fabricante dos táxis na Inglaterra, e da DSI, da Austrália, uma das maiores fábricas de transmissões automáticas em todo o mundo.

O faturamento do grupo Geely, em 2013, foi de US$ 24,6 bilhões. Somente com a marca Geely, o grupo produziu em 2012 mais de 483 mil unidades, o que significou um aumento de vendas de 15% em relação ao ano anterior. Também em 2012, a Geely foi a montadora chinesa que mais exportou, com volumes superiores a 100 mil unidades, um aumento de 164% em comparação com 2011, tornando-se a exportadora de crescimento mais rápido entre todas montadoras chinesas. Geely fechou o exercício fiscal como a 7ª maior produtora chinesa de automóveis de passageiros.

De outra parte, a Volvo Cars Corporation, a marca Premium da Geely Holdings, vendeu 421.951 veículos no mundo em 2012 e segue suas projeções de alcançar vendas globais de 800 mil unidades em 2020. A Volvo Cars, informa a direção da Geely, vai inaugurar uma fábrica na cidade de Chengdu, na China, ainda este ano, para melhor atender à demanda do mercado chinês.

Geely e sua subsidiária Volvo Cars, portanto, já atingiram vendas globais anuais de mais de 900.000 unidades.

Desde 2010, as duas montadoras da Geely Holdings Group – Geely Auto e Volvo Cars – mantêm acordos de cooperação técnica e de pesquisa e desenvolvimento. Em fevereiro de 2013, Geely anunciou a instalação de um novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Gotemburgo, Suécia.

O novo centro terá como foco o desenvolvimento de uma nova arquitetura modular e componentes para futuros veículos de plataformas comuns às duas marcas que atendam às necessidades de ambas. O novo centro de P&D entra em operação no último trimestre deste e terá uma equipe de 200 engenheiros da Suécia e China.

Como primeira montadora privada chinesa, a Geely tem se desenvolvido rapidamente nos últimos dez anos. A estratégica adotada pela Geely em 2007 foi capaz de reorientar sua gama de produtos para uma nova série de produtos de alta qualidade e veículos de alto valor agregado.